Post Top Ad

terça-feira, 6 de junho de 2017

Lago di Como | Roteiro e dicas práticas

Depois dos posts das últimas semanas com as fotografias incrivelmente azuis e verdes do Lago di Como, assumo que estão todos a morrer de vontade de ir até lá um destes fins-de-semana, certo? Para facilitar essa tarefa aqui estou eu com todas as dicas imprescindíveis para que seja um sucesso.
Voltando atrás, a melhor opção será voarem para Bérgamo, como vos falei há dias:


A segunda coisa a fazer será arranjarem alojamento, nós ficámos nesta casinha super simpática em Malgrate, perto de Lecco:


Vocês podem tentar ficar no mesmo local, uma boa solução para grupos até cinco pessoas, ou tentar procurar um hotel simpático que se encaixe no vosso bolso, através do Booking.com:


Depois destas decisões tomadas, a mais importante será escolher como se locomover por lá. Há duas opções principais:
- Alugar um carro
- Recorrer a transportes públicos
Caso tenham pouco tempo, como nós tínhamos, não me parece que tenham outra opção senão alugar carro, sob pena de não conseguirem ver nem metade do que queriam. Caso tempo não seja um problema, podem optar pelos transportes, na ponta do lápis em termos de despesas não sei se sairá muito mais barato - a não ser que viagem sozinhos - mas sempre se livram da chatice de ter de conduzir e pensar onde deixar ou não o carro.
Nós alugámos carro e montamos o nosso roteiro para explorar o lago assim:
Como podem ver, começamos e acabamos em Malgrate - onde estávamos alojados - e fizemos duas espécies de triângulos. O maior e inferior foi feito de carro, e o menor e superior de barco.
Saímos de manhã bem cedo para Bellagio onde estacionamos para poder explorar a zona de Mid-Lake (o triângulo pequeno) a pé e de barco. Depois de almoço regressamos a Bellagio onde voltamos a pegar no carro para conduzir até Argegno e mais tarde até Como, antes de regressar para jantar em Lecco - bem do outro lado da nossa casinha em Malgrate. Foi um programa mais do que ambicioso, mas correu lindamente. Podem ver mais detalhes do passeio nos links abaixo:






Mas vamos aos detalhes que importam e informações práticas que vocês quem mesmo saber.
Cruzeiros e Ferrys:
Esta era uma das maiores dúvidas que tínhamos, vai ser mesmo viável fazer tantas viagens em tão pouco espaço de tempo? Já tínhamos lido imensos relatos de quem não se organizou lá muito bem e acabou sem conseguir ir do sítio x ao y e perdeu isto ou aquilo. 
A resposta é óbvia, se nós fizemos é porque dá para fazer, mas realmente não se podem "desmazelar" com os horários. Levava as expectativas tão em baixo que acabei por achar que havia muito mais barcos do que eu pensava, mas aquilo também não é o metro com um comboio a cada 5 minutos. Vão ter de se organizar. 
Os horários detalhados podem ser consultados aqui, mas tenham atenção ao tipo de travessia, se são barcos mais pequenos só de passageiros ou se são ferrys grandes com transporte de veículos. (P. ex. a partir de Bellagio na época em que fomos só se cruzava de carro para Varenna ou Cadenabia). 
O serviço só de passageiros, a que eles chamam Servizio Navetta in Centro Lago / Mid-Lake Shuttle é mais frequente do que o Servizio Autotraghetto / Car-Ferry, podem ter a vantagem de terem o carro do outro lago, mas menos opção de barcos. - A pé podem sempre entrar nos ferrys, ao contrário é que não :) - 
Há ainda passeio mais longos que ligam as três extremidades do Lago, podem ir de barco de Como a Colico ou de Lecco a Bellagio, mas são viagens bem mais longas, caso tenham pouco tempo disponível, não será a melhor opção. 
Os preços variam conforme o percurso e a época do ano, mas no início de Maio, o passe de um dia que nos permitiu fazer quatro viagens em Mid-Lake (Bellagio-Varenna, Varenna-Menaggio, Menaggio-Bellagio e Bellagio-Cadenabia) custou 15 euros por pessoa. Para o troço Bellagio-Cadenabia pagámos um extra de 6,40 euros para levar também o carro.
Às voltas com o carro:
Outra das preocupações era o que fazer ao carro quando estivéssemos a tentar passear a pé, lemos relatos catastróficos de pessoal que deixou o carro quase em Milão ou que pagou uma fortuna pelo parque. 
Correu tudo muito melhor do que a expectativa, chegamos a Bellagio tão cedo que estacionamos mesmo em frente ao cais onde parava o barco, mais perto impossível, mas pelo caminho passamos por vários parques um pouco mais afastado. Em Argegno também estacionamos na rua, junto ao cais e em Como e Lecco num parque de estacionamento subterrâneo clássico. Para todo o dia gastamos cerca de 12 euros, no total, mas na rua metemos moedas sempre com folga para não ter surpresas. Essas zonas de estacionamento estão marcadas no chão com três cores diferentes, branco - estacionamento gratuito -, azul - estacionamento pago - e amarelo - estacionamento para residentes. Os parques subterrâneos iguais aos do resto do mundo, pagar à saída conforme o tempo que lá estiverem.
As estradas para fazerem o mesmo percurso que nós não são auto-estradas, são nacionais simpáticas, com piso porreiro que vão atravessando as vilas e em algumas zonas acompanham o lago, o que proporciona um passeio inesquecível, mas não dá para abusar de velocidade. Trânsito também não apanhamos nenhum, num sábado do início de Maio. E com um GPS a dar as indicações foi tudo simples.
Transportes públicos:
Para além dos barcos que testamos a verdade é que o carro deu muito jeito. Caso não queiram conduzir há comboios a partir de Milão até Como, e a partir de Bérgamo pela margem oposta do lago, vimos passar em Varenna. Para além disso também há autocarros que fazem as diferentes margens e vão parando nas terrinhas que encontram pelo caminho. Pode ser um opção caso não tenham pressas para chegar a lago nenhum. Para um bate-volta a partir de Milão podem sempre apanhar o comboio até Como e daí o barco até Bellagio. Para um bate-volta a partir de Bérgamo podem ir de comboio até Varenna e de lá fazer o shuttle de Mid-Lake.
Espero que tenham gostado, que estejam já à procura de voos e de partida para Itália com informações muito úteis. Relembro que se marcarem algum alojamento através dos links que deixo neste post ou nos banners da barra lateral do blogue estão a contribuir para o Sempre Entre Viagens sem pagar nada mais por isso. Obrigada :)
20:19 / by / 0 Comments

Sem comentários:

Post Top Ad