Post Top Ad

quinta-feira, 13 de abril de 2017

TAG - Eu amo viajar!

Hoje resolvi fazer um post diferente, não sei se já alguém conhece esta tag (Eu amo viajar!), vê-se bastante mais em youtubers do que em blogs, é verdade, mas eu decidi adaptar, já que falar para a câmara não é a minha cena (pânico de holofotes.) Como podem ver pelas perguntas cantadas, o criador da tag certamente veio do outro lado do Atlântico, mas por nós tudo bem. Gostamos desse ritmo com açúcar na voz. Portanto aqui ficam as minhas respostas, espero que gostem e que se sintam desafiados a responder também.
1. Qual o seu carimbo de passaporte mais queridnho?
Essa escolha é difícil, acho que não tenho um favorito, felizmente nenhum foi especialmente difícil de conseguir. É quase como escolher a melhor viagem de sempre fica quase impossível. Há sempre imensas que marcaram pelos motivos mais variados. Mas tendo que escolher apenas um, provavelmente escolho aquele mais diferente de todos, e que nem é de entrada em nenhum país.
O carimbo que me fizeram - e que todos podem pedir - à saída do parque arqueológico de Machu Picchu. Toda a viagem foi um aventura e quase acabava mal (podem ler mais detalhes aqui e aqui), o carimbo foi mesmo aquela sensação de dever cumprido. Conseguimos! 
2. Você sabe de cor o número do seu passaporte?
Não, porque número de passaporte muda a cada 5 anos e convenhamos que usá-lo apenas 1 ou 2 vezes por ano, já que para as viagens curtas na Europa não faz falta, não ajuda a decorá-lo, por muito boa memória que tenha.
3. Qual o seu método preferido de viajar (avião, carro, trem)?
Depende, sempre. Do tipo de viagem, da distância, da companhia... Avião é sempre uma boa opção, e a única para distâncias grandes. Apesar do ligeiro medo que se acerca de mim enquanto estou no céu, o meu cérebro associa inconscientemente avião a férias, por isso fica difícil não gostar. Carro é uma óptima opção para viagens mais curtas, principalmente pela liberdade de movimentos que dá. Comboio também é óptimo para viagens médias principalmente no centro da Europa, a rede é excelente, as carruagens também, não dá a liberdade do carro mas proporciona uma viagem muito mais confortável.
4. 3 items essenciais para a viagem.
Telemóvel, neste momento é um item essencial da vida, quanto mais das viagens. Mas a facilidade com que agora podemos guardar cartões de embarque, reservas e todas as informações relevantes, aceder à internet em qualquer lugar - sem dúvida o item número 1 de qualquer viagem.
Máquina fotográfica, o telemóvel também já salva este ponto, mas eu continuo a gostar de tirar fotografias, não há melhor memória de viagens passadas, volta não volta vou rever as milhares de fotos que tenho.
Guias de viagem, não é verdadeiramente imprescindível, até porque o acesso à internet do primeiro item resolve tudo, mas eu continuo a adorar ter comigo um livrinho de papel e ir lendo e relendo sobre os locais por onde passo, normalmente arrependo-me em algum momento da viagem, quando aquele meio quilo a mais às costas parece transformar-se em cinco.
5. Hostel ou hotel?
Hotel, claro. E quanto mais estrelado melhor. Não há nada melhor do que depois de um dia cansativo de viagem do que tomar um banho de imersão relaxante e chegar a uma cama fofíssima. Infelizmente a carteira não colabora muitas vezes, e portanto um quarto limpo com wc privado acaba por ser a única coisa de que não abro mão.
6. Você gosta de repetir os lugares que já visitou, ou prefere explorar novos lugares?
Por norma explorar novos lugares é sempre a opção, difícil gostar de viajar e não ter aquele bichinho pelo novo e desconhecido, faz parte. Novas pessoas, novos locais, novas culturas. Mas claro, que há sempre lugares para onde é sempre bom voltar e que nunca vão cansar. Assim de repente, acho que a minha cidade é Paris.
7. Você pesquisa sobre os futuros destinos ou não?
Até à exaustão, por vezes tenho a sensação - quando chego a um sítio novo - que já lá tinha estado, de tão bem que já conheço o lugar. A internet é um maravilhoso mundo que nos permite viajar sem sair de casa. Antes de partir já vi triliões de imagens, já reli todos os reviews em blogues por aí, já fiz alguns trajectos no google maps. Estou sempre preparada para tudo.
8. Site de viagem preferido?
São tantos que fica difícil responder a essa pergunta, mas vamos tentar resumir a coisa por temas:
Para pesquisar voos o meu favorito é o Skyscanner, já contei tudo sobre como tirar o máximo partido do site, aqui.
Para reservas de alojamento, sejam hotéis 5*****, apartamentos, hostels ou o que seja, trato sempre de tudo através do Booking, recomendo a utilização, uso há anos e foi sempre super eficiente, até na resolução de problemas que já surgiam. Podem ver mais detalhes sobre a pesquisa, aqui.
Para deslocações e transportes há um site incrível que se chama rome2rio e que vos diz quais as melhores forma de chegar onde quer que seja, qualquer que seja o meio de transporte, e ainda direciona para os sites onde podem consultar horários e preços. Super útil.
E depois para dicas mais turísticas, adoro ler blogues, a minha lista de consulta é enorme, mas os prinipais são os que se encontram listados aqui na barra lateral do blogue.
9. Que lugar você recomendaria que seu amigo visitasse? Diga a cidade e o porquê.
Que pergunta difícil, principalmente para alguém que acha que o céu é o limite e que qualquer cnto recôndito deste mundo merece a pena. Mas vá lá... Diria que nenhum viajante pode andar por esta vida sem pisar pelo menos uma vez em Paris, e Nova Iorque, vá. Para além disso, uma das viagens mais marcantes que fiz e que recomendo a todos, é irem à Índia. Aquilo é uma mistura inacreditável de coisas belas (como o Taj Mahal, mas há outros) lado a lado com a mais miséria e imundice que além pode imaginar. Os contrastes são mais que muitos, a experiência cultural das mais fortes, mas sem dúvida de que regressarão a olhar para o mundo privilegiado em que vivemos com outros olhos.
10. Você está partindo amanhã, dinheiro não é problema. Onde você gostaria de ir?
Dar uma volta ao mundo, é a minha viagem de sonho. Em 80 dias para ser mítico :) Uma volta ao mundo que passasse pelos 5 continentes, uma viagem de contrastes, que permita conhecer um pouco da diversidade do mundo, seja a nível cultural ou natural. Ia ser difícil escolher o que incluir e o que deixar de fora.
16:30 / by / 1 Comments

1 comentário:

Lúcia disse...

Vou ver se tenho tempo para voltar ao blog e vou aceitar o desafio de dar resposta a estas perguntas, mas já vi que temos muitas parecidas!
Parabéns pelo blog!

Post Top Ad