Post Top Ad

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Neuschwanstein Schloss, os castelos nos Alpes Bávaros.

O passeio pelos Alpes, até ao famoso castelo de Ludwig II, o Neuschwanstein, foi sem dúvida o momento mais aguardado da viagem e não desiludiu.
Passamos por lá a tarde do último dia e tivemos a sorte de apanhar um magnífico dia de Sol que ajudou a tornar tudo ainda mais encantador.
Recomendo muito, se tiverem oportunidade, que façam o passeio. Quando chegarem à Marienbrücke e se depararem com esta imagem, vão ver que valeu a pena.

Como chegar?
Nós chegamos de carro, que é a maneira mais rápida (cerca de 1h30) a partir de Munique. O percurso é muito bonito. Todo ele por zonas verdes, com alguns lagos, estâncias de montanha, pequenas aldeias. Toda a região tem imensas actividades disponíveis, há trilhas e percursos para caminhar, teleféricos até ao topo das montanhas, possibilidade de esquiar no Inverno.
É perfeito para quem gosta de férias de Natureza mas também incrivelmente bonito para quem está só de passagem. Há a opção de viajar de comboio entre Munique e Füssen, a cerca de 5 km (terá post ainda esta semana) e daqui apanhar um dos autocarros de cidade até à base do castelo. Não será muito complicado fazê-lo desta forma, já que os transportes funcionam muito bem na Alemanha e as indicações são boas, mas se escolherem este formato reservem um dia inteiro, porque a viagem torna-se mais longa e uma manhã/tarde não será suficiente para o passeio - se sobrar alguma tempo o ideal é aproveitarem para passear por Füssen, que vale a pena.
Onde comprar bilhetes?
A única coisa que está mesmo interdita sem bilhete é a entrada no castelo - eu não conheci por dentro mas dizem que é bem bonito. Se quiserem mesmo entrar aconselho a que reservem os bilhetes com antecedência pela internet (podem fazê-lo aqui!), porque se deixarem para comprar por lá correm o dia de chegar e estar esgotado, nós não compramos (conscientes de que não iríamos entrar) e lá não o poderíamos ter feito, porque quando chegamos já estavam esgotados para aquele dia. O problema da reservar com antecedência é que requer a marcação de uma hora, têm que ter o dia muito bem organizado para não a perder, senão já era.
Como é o acesso ao castelo?
Na base do castelo fica a pequena aldeia de HohenSchwangau. É a partir daqui que tudo se passa:
- vão encontrar onde estacionar o carro
- param os autocarros que vêm de Füssen
- onde ficam as bilheteiras
- começa a trilha até ao castelo
- saem os autocarros e as charretes até ao castelo
São meia dúzia de casas com alguns cafés, restaurantes e lojas de souvenirs que vivem exclusivamente do turísmo, por isso não tem o que enganar, para onde virem ir o pessoal, vão também.
Há três forma de subir até ao Neuschwanstein: a pé, de charrete (não experimentei!) ou de autocarro. Saem dois autocarros a cada 15 minutos e em menos de 10 minutos estão lá em cima. Custam 1.80 euros a subida e 1 euro a descida - bilhete com o motorista ou no balcão ao lado da paragem. Chegados lá cima o fim do percurso tem de ser feito a pé e bifurca para o castelo ou para a Marienbrücke - que para mim é o motivo da viagem. Não se paga nada para atravessar a ponte, as filas são, por vezes, gigantes, mas a vista da ponte para o castelo é o cartão postal da região e o que vos fez ir até lá. Não percam por nada. Como podem ver, não estava propriamente pouca gente em cima da ponte, que abanava um bocadinho e tinhas frestinhas entre as tábuas do chão - penduradas a nem sei quantos metros de altura - conclusão, deu um bocadinho de cagufo e eu nem tenho vertigens... mas aguentem estoicamente, que vale a pena!
Atenção: Durante o Inverno o acesso à ponte pode ser cortado por causa das condições climatéricas, também há alterações neste momento à circulação dos autocarros e impedimentos nas trilhas devido a obras. A situação que relatei é o funcionamento normal, mas por vezes sobre alterações, convém consultar com antecedência aqui.
O que fazer mais na região?
Se forem de carro, terão liberdade para ir quase a qualquer lado, parar pelo caminho sempre que a paisagem agradar e as opções são infinitas. Se forem de comboio recomendo guardarem um bocadinho para passear pelo centro de Füssen, mas a própria aldeia de Hohenschawangau, apesar de minúscula é bem agradável, fica na margem do Alpsee, e tem um outro castelo também chamado de Hohenschwangau, que pode ser visitado. Há à venda bilhetes combinados para os dois castelos.
Para além disso há uma série de sítios simpáticos para tomar um café ou almoçar.
Nós vimos o pôr-do-sol nas margens do lago e foi bem bonito. Aproveitem o dia nas calmas que é inesquecível.

14:23 / by / 2 Comments

2 comentários:

Lullaby disse...

visitei em 2011 e adorei!
gosto muito de ler estes teus 'sonhos' por aqui, obrigada pelas dicas :)

Sempre entre Viagens disse...

Obrigada eu, por continuarem a passar por cá... e a gostar! :)

Post Top Ad