Post Top Ad

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Ruínas Incas nos arredores de Cuzco.


Há imensas ruínas e vestígios do Império Inca por toda a região de Cusco, tanto na cidade, como viram no post anterior, como no Vale Sagrado (região entre Cusco e Machu Picchu), como nos arredores de Cusco, bem pertinho da cidade. Passeando uma manhã por Cusco vão ser bombardeados com ofertas de tours na cidade que incluem estas ruínas. Não há agência que não o faça, e nós acabamos por fazer um deles. A esta distância provavelmente não o teria feito, apesar de não ter sido péssimo conseguiriam fazer o mesmo por conta própria chamando um táxi ou algo do género, as ruínas são realmente muito próximas da cidade e apenas umas delas valem mais do que a pena.
Normalmente este tours incluem:
Qoricancha, que fica mesmo no centro da cidade e onde podem facilmente ir a pé - entrou no post anterior sobre a cidade.
Sacsayhuaman - Impressionante! Este complexo Inca impressiona por tudo e vale muito a pena ir até lá. Segundo o que a guia nos explicou, a cidade de Cusco foi projectada em forma de puma, e a zona de Sacsayhuaman era a cabeça do puma. Um local fortificado que serviu de defesa à cidade de Cusco no tempo do Império Inca. Parte do complexo foi destruído durante a colonização, já que os espanhóis usaram grane parte das suas pedras para construir algumas das igrejas da cidade. APesar disso ainda hoje se podem observar imponentes muros com pedras de algumas toneladas que encaixa com uma precisão espantosa. Sem dúvida um local a não perder.
Tambomachay - Foi a nossa segunda paragem fora da cidade, do local onde o autocarro para até este templo dedicado à água, ainda é uma caminhada de 10 a 15 minutos, e foi a meio que desatou a chover como se não houvesse amanhã. Eu de sapatilhas de pano e de vestido estava já um bocadinho molhada, portanto não sei muito mais acerca do espaço, corri até lá, tirei meia dúzia de fotografias - era engraçado mas muitíssimo mais pequeno do que o que já tínhamos visitado até então e desatei a correr de novo até a um lugar seco.
Qenqo - Chovia bastante bem quando paramos aqui, metade do grupo ficou dentro do autocarro mas eu aventurei-me a atravessar esta gruta, pelo que ouvi da guia ainda dentro do autocarro era um templo dedicado à deusa Inca da Terra, conhecida como Pachamama. Atravessei bem depressa - por isso não ouvi as explicações durante o trajecto, mas era isso mesmo uma caverna escavada na gruta. Em compensação ficava num local com uma vista bonita sobre a cidade de Cusco. Idealmente se o tempo estivesse melhor.
Puca Pucara - Vimos apenas da janela do autocarro, fica mesmo ao lado de Qenqo e for uma edificação militar Inca, chovia bastante, estava a começar a escurecer portanto pareceram-me apenas um monte de pedras, e a única fotografia que sobrou para contar a história está desfocada.
Valeu a pena? Até valeu, o pior inimigo foi mesmo o tempo que mudou subitamente, mas não teria repetido em versão city tour. Se voltasse hoje conheceria apenas Qoricancha, na cidade, e arranjava um transporte para ir autonomamente até Sacsayhuaman. As explicações dos guias são sempre bem vindas, mas não foram tão boas assim que mereçam a pena a prisão de um grupo. Gostava de ter tido mais tempo livre em Sacsayhuaman e em Qoricancha, podem sempre comprar uma entrada com visita guiada.
11:03 / by / 5 Comments

5 comentários:

Agnes disse...

Dás cursos de fotografia para acompanhantes? Os meus são sempre péssimos a fotografarem-me...

Sempre entre Viagens disse...

Tento, de forma intensiva por vezes :) até me revirarem os olhos de aborrecimento. Mas nem sempre sou bem sucedida. Ahahah, se tiveres algum "aluno" com vontade de aprender, podes mandá-lo que eu treino-o.
O mais engraçado é quando ando sozinha, uso o timer e algumas posições estratégicas para tentar tirar a mim própria mas aparece sempre uma alma bondosa que se oferece para tirar uma foto e eu lá aceito para não ser antipática mas invariavelmente sai a pior fotografia de sempre! ;-P

Agnes disse...

Ahahahah, tão bom :) Percebo-te perfeitamente, acabo por ter muito poucas fotografias minhas por causa disso. Preciso de passar a viajar com fotógrafos! Ou interessados no tema, vá.

Rosa disse...

Pensei que tinha sido paciente atendendo às centenas de fotos que te tirei...

Sempre entre Viagens disse...

Mamã, és a aluna mais fácil e dedicada da familia. Ahahah

Post Top Ad