Post Top Ad

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Voos longos, o que levar na bagagem de mão! (e não só)

Hoje vou armar-me em super blogueira de viagens e escrever um daqueles posts que é um clássico em qualquer em qualquer blogue de viagens que se preze.
O que levar na cabine para (tentar!) melhorar um voo de mais de 5h?
Há algum tempo eu achava isso uma mariquice, como assim... mas quem é que não sabe o que colocar na própria mala?
Mas com o passar do tempo, e dos voos que fui fazendo, as alterações que aos poucos a minha mala de mão foi sofrendo, só fizeram as minhas viagens se tornarem cada vez mais fáceis e cómodas. Desde o primeiro voo longo, lá para trás quase na viragem de século, para o Brasil (claramente tenho de regressar asap) em que pensei que me dava o badagaio tal foi o desespero da viagem nocturna de regresso a Portugal, até ao voo do último ano de regresso do Chile em que estive praticamente dois dias em viagem, com dois voos longos consecutivos, e cheguei quase fresca que nem uma alface, tudo mudou, e para muito melhor!
Portanto aproveito que estou a fazer o saco de novo para embarcar em mais uma viagem beeeeeeeem longa (12h Madrid-Lima), para vos deixar espreitar lá para dentro.
Então aqui fica a lista completa:
- Gadjets
Telemóvel, máquina fotográfica, baterias suplentes, carregadores, phones e eletrónicos em geral. Provavelmente o carregador da máquina fotográfica não vai fazer falta mas é daquelas coisas que mais vale ir debaixo de olho, nunca se sabe o que pode acontecer à mala pelo caminho. Já o carregador do telemóvel pode fazer muita falta, principalmente se a viagem durar 48h e várias delas forem gastas num banco de aeroporto, o wi-fi vai arruinar a bateria depressa.
- Entretenimento
A mim basta-me um livro, os guias de viagem (na ida) e uma revista, mas há um sem fim de possibilidades, e-books, sudoku, vocês lá saberão com que se entretêm melhor.
- Roupa
Pois é, deveria ir na mala, mas vão por mim, e para além da écharpe e/ou casaco extra coloquem em algum bolsinho umas cuecas e umas meias lavadas, no mínimo. Acreditem que ficar sem mala à chegada não é a coisa mais improvável do mundo, eu que já estive TRÊS dias à espera da minha, nunca mais viajei desprevenida.
- Carteiras e carteirinhas
Para levar documentos, passaporte, impressões de reservas e bilhetes (normalmente não necessárias mas nunca fiam e o telefone pode não colaborar - old school), cartões, dinheiro. O fundamental, portanto. Sem o qual a viagem vai dar barraca, com certeza.

(Superdica! No canto inferior direito, aquela coisinha azul escura insuflável é uma almofada de pescoço, eu achava que aquilo era uma mariquice, até testar. É tão útil, quando não há outra chance de descansar que não seja sentada. Agora estou a ponderar investir numa das que não esvaziam, parecem melhores ainda, pena o espaço que ocupam.)
- Snacks
Chocolatinhos, pastilhas, rebuçados, gomas, enfim... um mar de possibilidades. Em princípio servem comida em todos os voos, mas às vezes é tão ruim que convém sempre ter alguma coisa à mão.
- Spa aéreo
O ambiente do avião, aliado às mudanças de clima duma viagem e sei lá mais o quê normalmente ressecam tu-do! Os meus lábios gritam sempre por socorro - e este ano este combo não me escapa - para além disso um hidratante para cara/mãos vai ser útil durante o voo, e um kit básico para se refrescarem de manhã também, principalmente se tiverem que desembarcar directos para alguma actividade, vão precisar dum belo up depois de uma noite mal dormida. Uma venda e uns tampões colocados depois duma hidratação profunda e estão quase prontos para dormir como se duma suite master se tratasse, ahahaha ou quase.
(Alerta: Não esquecer que na bagagem de mão não é permitido mais do que 10 x 100 mL de líquidos/cremes e afins, que têm de ir um saquinho transparente a ser retirado do saco no controle de bagagem)
Dicas extra! (fora da bagagem)
- Arranjem o lugar mais confortável possível para dormir, principalmente se o voo for nocturno, mas se for diurno, umas horinhas de descanso pré ou pós férias vão saber sempre bem.
Se são daqueles sortudos que conseguem dormir quase sentados mesmo que a cabeça fique ao pendurão, lucky you, não precisam fazer mais nada, fechem os olhos e já está. Caso sejam mais o meu caso e precisem de pousar a cabeça quanto mais horizontal melhor, percam a vergonha e atirem-se de cabeça a qualquer lugar disponível. Aqueles dois ou três bancos livres lá atrás, num voo menos cheio são óptimos. Não há lugares livres? Mais complicado, mas não impossível, já apelei para tudo e até no chão entre dois bancos dormi umas horinhas. Tentem descansar da maneira que vos for mais confortável.
- Os lugares da frente e/ou portas de emergência são muito apetecíveis por causa do espaço para as pernas, para mim tem uma senão muito maior, que é o facto dos braços não levantarem e impedirem-nos de 'esticar' para o lugar do lado. Pesem o que será mais relevante para o vosso conforto antes de pedir um desses lugares.
- Tenham atenção ao que levam vestido em dois pontos fundamentais: frio e conforto. Faz muito frio dentro do avião e um casaco/écharpe vão saber mais que bem a meio da noite, mesmo que viajem de Verão. Esqueçam as calças de ganga, é muito útil levá-las vestidas, já ficam para usar no destino, mas são super desconfortáveis. Todos os bolsos/botões/presilhas se vão sentir ao fim de umas horas em cima delas. Aquela que é a pior peça de roupa de sempre (leggings) é a melhor amiga duma viagem de avião.
- Aproveitem os divertimentos a bordo, cada vez a lista de séries/filmes/jogos disponíveis é melhor. Vejam o que aparece no monitor à vossa frente e escolham dois filmes para ver, um no início do voo, enquanto esperam pela primeira refeição, e outro no fim quando o voo parece que já não tem fim. Vai encurtar o tempo morto do meio do voo em que podem aproveitar para descansar.
16:00 / by / 2 Comments

2 comentários:

asminhasquixotadas disse...

Dicas porreiras. Essa das calças de ganga faz sentido e nunca tinha pensado nisso. Curiosamente e seja em que meio de transporte for, viajo sempre de calças de ganga. :P

IM (misspipetaseviagens) disse...

Eu, em viagens curtas, também acabo por levar sempre calças de ganga, até porque muitas vezes nem levo mais nenhumas. Mas numa viagem grande, principalmente quando a intenção é tentar dormir... Não há nada pior! :)

Post Top Ad