Post Top Ad

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Passeios pela região centro do Chile.

Terminado o passeio argentino-uruguaio voltei mais uma vez a Santiago do Chile para gozar os últimos dias de férias, já dominando mais ou menos a logística da cidade, era tempo de conhecer a região centro do país, ali pelos arredores da capital. É possível fazer vários passeios na região, sendo que talvez os mais procurados pelos turistas sejam:
- O combinado Valparaíso/Viña del Mar
Fiz com a Touristik e correu bastante bem, é um passeio de grupo clássico, sem grande tempo para explorar livremente (ainda assim com uma hora de almoço livre em Viña del Mar e outra hora livre a meio da tarde em Valparaíso), que parou em todos os pontos principais das duas cidades com um acompanhamento simpático da guia que foi connosco a partir de Santiago. Optei por fazer um tour organizado pois tive medo de não conseguir visitar tudo o que queria viajando por conta própria, por causa das distâncias e do tempo, provavelmente hoje teria ido por minha conta, Tanto Valparaíso como Viña del Mar não são tão grandes assim e seria possível fazer um bom passeio em cada uma delas a pé. Para além disso há um tram de superfície que liga as duas cidades, e autocarros muito frequentes que saem de Santiago e em duas horas estão em Valparaíso.
Deixo-vos duas sugestões de roteiro por Valparaíso e Viña del Mar, que começam e acabam no terminal de autocarros e nas paragens do tram nas duas cidades, caso decidam optar por viajar por conta própria.
- Cordilheira dos Andes, dia de esqui.
Há imensos turistas a viajar para Santiago com o único objectivo de esquiar. as principais pistas na cordilheira ficam a cerca de 40 km da cidade e quase todas as agências de viagens oferecem transfers diários para as principais. Há ainda tours apenas panorâmicos da Cordilheira e alguns de (supostamente) mais aventura. Penso que na altura contei por aqui que nos tínhamos tido grandes problemas com o tour que fizemos pela Cordilheira. Viajamos com a agência Ticket Tour que tem loja no Mercado de Santiago e foi um flop total. Íamos, supostamente fazer um trekking na montanha, visitar a lagoa de Cajón del Maipo e fazer um churrasco na neve. No final das contas estivemos duas horas a 'brincar' na neve, comemos duas espetadinhas que me deixaram com fome com vontade de atacar o pacote das bolachas que levava no saco e voltamos para casa porque não dava tempo para o trekking e a estrada para a lagoa estava fechada. Como o passeio não foi nada barato, fizemos um pé de vento à portuguesa na agência de viagens e devolveram-nos o dinheiro.
Hoje teria apenas escolhido fazer o tour panorâmico de meio dia à cordilheira, imensamente mais barato e que acabou por ser o que fizemos. Se viajarem fora do pico do Inverno podem tentar fazer o passeio a Cajón del Maipo porque as imagens que eu vi são deslumbrantes, mas aparentemente (descobri depois) que no Inverno a probabilidade da estrada estar fechada, tal como nos aconteceu, é bastante elevada.
- Vinícolas, provas de vinhos
O Chile é um dos grandes produtores mundiais de vinho e os campos em redor da cidade de Santiago tem imensas vinícolas abertas a visitas e a provas. Parece um passeio interessante, mas que acabei por não fazer. Os campos das vinhas são muito giros mas o tempo chuvoso que fez o tempo todo não convidada a passeios pelo campo, e como de vinho não gosto nem percebo nada, acabei por passar essa visita. Mas todas as agências tem alguma opção do género, de meio-dia ou de dia inteiro.

Nos próximos dias, para terminar a incursão pela América do Sul 2015, entram os posts de Valparaíso, Viña del Mar e da Cordilheira dos Andes.
19:06 / by / 0 Comments

Sem comentários:

Post Top Ad