Post Top Ad

terça-feira, 15 de março de 2016

A história da ditadura de Pinochet em exposição.

A segunda metade do século XX no Chile é marcada pela ditadura militar (1073-1990)comandada pelo general Augusto Pinochet e iniciada pelo golpe militar de 11 de Setembro de 1973, que levou à queda e morte do Presidente Salvador Allende.
Durante o seu governo foram perseguidos, presos e torturados os opositores ao regime. Em jeito de homenagem, as memórias desses anos negros na história do país estão em exposição no Museu da Memória e dos Direitos Humanos em Santiago, num convite à reflexão sobre os atentados contra a vida e a dignidade ocorridos durante a ditadura militar, para que estes não se repitam mais e para que o respeito pelos Direitos Humanos se torne uma prática permanente.
Como habitualmente, para além dos dissidentes, outro dos alvos da ditadura militar foi a Liberdade de Imprensa.
A 8 de Setembro de 1984 o Governo emitiu uma ordem de censura às imagens publicadas em revistas nacionais, restringindo o seu conteúdo apenas a textos. Como protesto a esta medida, várias revistas decidiram manter o espaço, que seria ocupado por fotografias ou imagens, em branco ou inserindo um quadrado preto.
Os ideólogos do regime estavam plenamente conscientes do poder simbólico e comunicacional que uma imagem pode ter e desta forma tentavam a todo o custo controlá-las, impedindo a sua difusão. Muitas destas fotografias foram tiradas à revelia, no meio da multidão e enfrentando perigos. Muitas máquinas foram confiscadas ou partidas
A exposição 'Chile desde adentro' foi exibida pela primeira vez nos EUA ainda durante a ditadura e é composta por uma série de fotografias que retratam a vida no Chile e os acontecimentos mais marcantes da ditadura.
Foi exibida em Santiago pela primeira vez em 2015 no Centro Cultural Gabriela Mistral, e vale muito a pena conhecê-la.
14:08 / by / 0 Comments

Sem comentários:

Post Top Ad