Post Top Ad

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Roteiro básico no centro de Santiago.

A minha base na América do Sul, foi Santiago do Chile. Foi a razão que me levou àquele lado do mundo (a minha irmã foi para lá fazer Erasmus), e foi de onde parti e cheguei para todos os passeios que ainda vou contar por aqui. Entre muitas idas e vindas, acabei por passar quase uma semana por lá, o que seria completamente desnecessário para conhecer turisticamente a cidade mas foi de bom tamanho para conhecer melhor, visitar museus com calma, ir um pouco mais além do roteiro tradicional, viver um pouco mais a cidade, experimentar restaurantes, e perceber a dinâmica do dia-a-dia da cidade.
Ao longo dos próximos posts virão mais detalhes sobre a cidade, posts sobre museus e dicas práticas para se locomoverem por lá, mas para começar deixo-vos com o roteiro turístico básico para um dia a pé pelo centro da capital chilena.

O passeio proposto começa e acaba no famoso palácio presidencial La Moneda, que possui agora um centro cultural no subsolo, onde podem entrar livremente.
De lá, deêm um espreitadela à Praça da Constituição, aquele quadradinho verde atrás do local indicado como Palácio de La Moneda (não sei bem porque não apareceu no mapa) onde está uma estátua de Salvador Allende e daí comecem a dirigir-se para o centro da cidade, sugiro aqui a calle Ahumada, mas o conjunto de ruas que vos podem levar até à Plaza de Armas são todas bastante movimentadas, cheias de cafés, restauantes e lojas variadas, onde podem sentir a vida da capital. Na praça têm a Caterdal para visitar, o ponto de turismo e o Museu de Arte pré-Colombina.
De lá podem seguir em direcção ao rio e ao Mercado Central, um local óptimo para ver o peixe e o marisco fresco da imensa costa chilena, e provar algum deles antes de começarem a dirigir-se para o parque que acompanha o rio e onde vão encontrar-se com o Museu de Arte contemporânea e o Museu Nacional de Bellas Artes.
De seguida sugiro que atravessem finalmente o rio e percorram o alternativo bairro da Belavista, onde poderão voltar à noite porque fica bem animado, até à base do Cerro San Cristobal. Aqui vão encontrar uma das famosas casas de Pablo Neruda, a Chascona, e um elevador que vos leva ao cimo do cerro e se o tempo ajudar, pode oferecer as melhores vistas de Santiago aos pés da Cordilheira dos Andes.
Na descida do Cerro voltem a cruzar o rio e comecem a descer a Alameda, a principal avenida da cidade (que na realidade de chama Libertador Bernardo O'Higgins), em direcção ao centro. Vão passar pelo novo centro cultural Gabriela Mistral, sempre com exposições temporárias que vale a pena espreitar e pouco depois pela entrada no Cerro de Santa Lucia que também merece uma subida (esta a pé e bem mais curta), entre os dois, encontra-se o Bairro Lastarria, óptimo local para desviar um pouco da Alameda e parar para tomar um café num dos espaços abertos por lá.
13:25 / by / 0 Comments

Sem comentários:

Post Top Ad