Post Top Ad

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Campo geotermal.

No último dia no Atacama acordamos quase no dia anterior, às quatro da manhã já estávamos a saltar da cama para nos prepararmos para subida até ao campo geotermal de Geysers del Tatio.
O pico de actividade dos géisers é ao nascer do dia, e com quase duas horas de caminho, não havia tempo a perder.
Este não é certamente o passeio mais bonito em termos de paisagens, é bastante mais deserto, naquela ideia mais clássica que temos de deserto em que não há absolutamente nada, mas também não há propriamente dunas de areia branca.
Mas a proximidade aos vulcões activos da Cordilheira dos Andes proporciona uma actividade geotermal única, com diferentes tipos de géisers e fumarolas, piscinas de água quente onde podem tomar banho relaxados com temperaturas negativas cá fora.
O passeio inclui ainda um pequeno-almoço que não podia chegar em melhor hora, nada como uma chávena de chá de coca quentinho para aquecer as mãos quase roxas devido ao frio.
Não percam por nada o banho nas piscinas naturais de água quente, fui a única do meu grupo que se aventurou e não me arrependi nada! Não há sensação melhor do que aquela água quentinha (cerca de 38 graus) com - 5ºC cá fora. Eu sei que vai parecer impossível serem capazes de tirar a roupa, mas não é, elevem já tudo optimizado e verão que aqueles dois ou três minutos que demoram a trocar de roupa não são tão terríveis como parecem à partida. Existem uma cabines no local onde podem trocar de roupa.

Dicas para este passeio: É o passeio mais alto de todos, tomem mesmo todas as precauções, bebam água, descansem e evitem as bebidas alcoólicas e carne vermelha na noite anterior. Levem todas as camadas de roupa que trouxeram, térmica para começar, camisolinhas, camisolonas, e um bom kispo, já para não falar de cachecol, luvas e gorro, e meias grossas e botas e... tudo mm! Debaixo de tudo isto... o fato de banho!
18:00 / by / 0 Comments

Sem comentários:

Post Top Ad