Post Top Ad

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Le Mont Saint-Michel

Le Mont Saint-Michel é sinónimo de chuva e temporal. Diz quem por lá anda que chove 365 dias por ano, e nós, como não podia deixar de ser, apanhamos um dia daqueles. Estava um dia feio, escuro, cinzento e choveu a potes. Ao entrar no carro, para o regresso, quase conseguia espremer a roupa de tinha dois aquários dentro dos sapatos. Mas valeu a pena.
A ilha onde está construída a Abadia de São Michel está ligada a terra por uma pequena estrada (há uma navette que leva os turistas desde o "continente" até à ilha) e fica praticamente rodeada de água quando a maré sobre. As pequenas casas e a Abadia encavalitadas pela encosta da pequena formação rochosa são realmente incríveis.
"Crê-se que a história da abadia do monte Saint-Michel remonte a 708, quando Aubert, bispo de Avranches, mandou construir no monte Tombe um santuário em honra a São Miguel Arcanjo (Saint-Michel). No século X os monges beneditinos instalaram-se na abadia e uma pequena vila foi-se formando aos seus pés. Durante a Guerra dos Cem Anos, entre França e Inglaterra, o Monte Saint-Michel foi uma fortaleza inexpugnável, resistindo a todas as tentativas inglesas de tomá-la e constituindo-se, assim, em símbolo da identidade nacional francesa. Após a dissolução da ordens religiosas ditadas pela Revolução Francesa de 1789 até 1863 o Monte foi utilizado como prisão. Declarado monumento histórico em 1987, o sítio figura desde 1979 na lista do Patrimônio Mundial da UNESCO"
.
21:00 / by / 0 Comments

Sem comentários:

Post Top Ad